Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/zoologico-faz-bolo-para-celebrar-48-anos-de-existencia/
Acessado em: 01/06/2020 - 02h28

Zoológico faz bolo para celebrar 48 anos de existência

Por: Ana Carolina Chinelatto (Programa de Estágio) - Supervisão: Tânia Franco – ttferreira@sorocaba.sp.gov.br

Foto: Zaqueu Proença - zbueno@sorocaba.sp.gov.br

Ansiosas, as crianças esperaram para cantar parabéns. Quando o bolo apareceu, a reação foi unânime: surpresa e euforia. Não era um bolo comum. Esse era feito de frutas e ração, com direito a ingredientes de todas as cores. Foi feito especialmente para as araras-canindé, mas elas não eram as aniversariantes. Nesta quinta-feira (20), o Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros completa 48 anos de existência e não podia deixar de ser homenageado.

De acordo com a técnica ambiental da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), a bióloga Peônia Brito de Moraes Pereira, as aves foram escolhidas para representar o zoo porque 2016 foi eleito o Ano do Papagaio, pela Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB). “Aproveitamos para unir as duas coisas, já que a arara é da família do papagaio. Outro motivo é que isso atraia mais atenção dos visitantes para elas”, explica.

Pouco depois foi a vez dos jabutis desfrutarem de um bolo especial. Conforme Peônia, por serem repteis, esses animais são pouco visitados. “A ideia também é fazer com que a população volte os olhos para eles, que são animais que merecem destaque”, frisa.

No período da tarde, para alegrar ainda mais o ambiente, teve apresentação das crianças da Camerata do Projeto Guri de Sorocaba. Em seguida, às 15h, as onças-pintadas também receberam um bolo. E claro, as pessoas que passaram pelo zoo na tarde desta quinta-feira também puderam comemorar. Às 15h30 foi feito o tradicional “parabéns” ao zoo, no auditório aberto, e a equipe do parque ofereceu um bolo de 10 kg aos visitantes.

O aniversário do zoo é nesta quinta, mas a programação especial em comemoração segue até novembro. A lista completa com os eventos você confere no final do texto.

Zoo não é só lazer”

A existência de zoológicos ainda é um assunto que causa muita polêmica. Mas, de acordo com Peônia, os zoológicos não são apenas espaços de lazer. “Eles têm cinco funções: educação ambiental, pesquisa, conservação, bem-estar animal e enriquecimento ambiental. O objetivo é sempre buscar benefícios para os animais”, explica.

A história do zoo

A história do Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” começou em 1916, na atual Praça Frei Baraúna, no Centro, que até 1930 abrigou o “Jardim dos Bichos”. O local alojava, em condições precárias, algumas espécies nativas da região, como jacarés, bichos-preguiça, veados, macacos, serpentes e aves.

Em 1965, a Prefeitura transferiu os animais para as margens do rio Sorocaba, em recintos montados entre a ponte da rua XV de Novembro e a atual Praça Lions. O espaço durou até o ano seguinte, quando a família Prestes de Barros doou uma chácara ao município, na Vila Hortência. Em 20 de outubro de 1968, naquele local, a Prefeitura inaugurou o zoológico e o Museu Histórico Sorocabano.

Reconhecido como um dos cartões-postais de Sorocaba, e opção de lazer para visitantes de mais de 80 municípios do Estado de São Paulo, o “Quinzinho de Barros” é administrado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente. Recebe, em média, 360 mil visitantes por ano e é o maior atrativo turístico, educativo e de lazer de Sorocaba e região.

Classificado pelo Ibama na “categoria A” entre os zoológicos brasileiros, o parque é referência para a América Latina nas áreas de lazer, pesquisa, educação ambiental e preservação de espécies.

Sua área é de 136 mil metros quadrados, com lago e vegetação da Mata Atlântica, além de 260 recintos, com cerca de 1.300 animais de 314 espécies diferentes. Dessas, algumas são ameaçadas de extinção, como o lobo-guará, onça-pintada, tamanduá-bandeira, entre outros. Entre os animais que habitam o zoo de Sorocaba está o único casal de elefantes indianos e a maior colônia de répteis da América do Sul. O espaço ecológico ainda possui Museu de Zoologia, biblioteca, anfiteatro, quiosques, lanchonete e visitas monitoradas.

O Parque Zoológico Municipal fica na Rua Theodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência, e funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Mais informações pelo telefone (15) 3227.5454.

DIAS 23 E 30 DE OUTUBRO (domingo)

Visita ao Museu de Zoologia do PZMQB

O Museu de Zoologia abrirá suas portas para a comunidade interessada em conhecer seus bastidores e ver de perto o acervo de animais empalhados do zoo. Os visitantes poderão ainda visitar uma exposição interna sobre os psitacídeos (aves da família dos papagaios) e o problema do tráfico ilegal de animais silvestres.

Horário: das 10h às 12h e das 13h às 16h

Local: Museu de Zoologia

***Não é necessária a inscrição prévia, o atendimento será por ordem de chegada.

DIA 23 DE OUTUBRO (DOMINGO)

Divulgação dos nomes dos filhotes de anta e de macaco sauá

Na ocasião serão divulgados os nomes mais votados e será feita a entrega dos “presentes” em frente aos recintos das espécies.

Horários:

Anta – às 11h

Macaco sauá – às 14h

DIA 30 DE OUTUBRO (DOMINGO)

Hora do Bicho – Os psitacídeos e o tráfico ilegal

O público conhecerá um pouco mais sobre características e curiosidades das espécies de papagaios que fazem parte da Campanha “2016 – O Ano do Papagaio”. Os visitantes também poderão refletir sobre o problema do tráfico ilegal de psitacídeos, além de acompanharem a entrega de alguns “presentes” especiais para estes papagaios.

Horários:

Papagaio-do-peito-roxo e Papagaio-chauá – 11h

Papagaio-da-cara-roxa e Papagaio-verdadeiro – 15h

Local: Alameda dos psitacídeos

DIAS 7 E 8 DE NOVEMBRO

Workshop de Manejo e Conservação de Psitacídeos

Encontro com renomados profissionais que atuam nas áreas de manejo, conservação e educação ambiental relacionada a espécies de psitacídeos brasileiros. Neste encontro, serão realizados palestras e minicursos com o objetivo de discutir os principais desafios encontrados por esses profissionais, proporcionando troca de experiências e um rico aprendizado.

Inscrições: a partir do dia 20 de outubro

DIA 3 DE NOVEMBRO

Visita noturna no zoológico de Sorocaba

Acompanhados por técnicos do zoo, os participantes aprendem aspectos da biologia de alguns animais que são especialmente adaptados para a vida de hábito noturno, bem como as principais ameaças à conservação destas espécies. Nestas edições, também é enfatizada a história do Zoo de Sorocaba e as características e curiosidades do lobo-guará.

Horário: das 20h às 22h

***Todas as vagas já foram preenchidas