ESPECIAL 50 ANOS ZOO – Zoológico Municipal é destaque na formação de novos profissionais

Por: Bruna Bernardini (programa de estágio)

Além de chamar a atenção pelos seus cerca de 1.200 animais, o Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” é destaque na formação de novos profissionais na área de Medicina Veterinária. Isso porque, durante os períodos de seleção para o Programa de Residência em Medicina Veterinária – Animais Silvestres (PRMV-AS), o zoo recebe a inscrição de pessoas de quase todo o território nacional.

Um deles é o residente Guilherme Ramos, que veio de Goiás para participar do programa de residência em Medicina Veterinária em Sorocaba. Interessado em se aprimorar na área de silvestres, Guilherme afirmou que esse é um assunto pouco explorado pelas universidades e, através do programa do zoo, ele pode entrar em contato com esse universo selvagem.

“Eu sou de uma região do Cerrado, e por viver na fazenda, sempre tive um contato com os animais silvestres. Porém, era necessário aprimorar os meus conhecimentos para que essa seja uma atividade saudável tanto para mim quanto para os animais. […] Aqui no zoo de Sorocaba, além dos animais nativos, temos contato com os exóticos, vindos de outros países. Fico muito feliz com essa vivência, pois sei que este é um dos poucos lugares que oferecem essa oportunidade”, afirmou.

Quem também veio de longe foi o residente Arthur Carlos, de Alagoas, para trabalhar na instituição sorocabana. Formado recentemente, o profissional afirmou que sempre teve preferência pelos animais selvagens, mas não tinha dimensão das atividades que o profissional desse ramo desenvolveria. Durante toda sua graduação, teve seus estudos voltados para a área que necessita de toda a dedicação do aluno.

“Na minha cidade natal (Maceió), é bem difícil o estudo de animais silvestres. Lá área não é muito explorada, dificultando o processo de aprendizado para quem deseja seguir carreira. Sempre vi notícias do zoológico de Sorocaba, mas nunca imaginei que conseguiria chegar até aqui. Hoje estar no zoo participando do trabalho de residência é um sonho realizado e um grande passo para atingir meus objetivos profissionais”, completou o residente.

 

Sobre o programa

Desde 2004, o zoológico de Sorocaba possui um Programa de Residência em Medicina Veterinária – Animais Silvestres, viabilizado através de um convênio de cooperação técnica entre a Prefeitura de Sorocaba e a Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho” – Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp – Campus de Botucatu. A instituição sorocabana possui a primeira residência em Medicina Veterinária de Animais Silvestres aprovada pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária.

Os selecionados atuam no Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” durante 1 ano. A carga horário é de 2.200 horas, das quais 80 a 90% se destinam a treinamento em serviço supervisionado, incluindo plantões, e de 10 a 20% em atividades de seminários, discussões clínicas, entre outros, em regime de 48 horas semanais, com possibilidade de mais 2.200 horas no segundo ano de programa, após uma avaliação por seus preceptores. A bolsa é de R$ 1.441,72 por mês.

Entre as atividades desenvolvidas ao longo do período de residência estão: dar assistência em todas as modalidades (ambulatorial, hospitalar, plantões médicos e outras) aos animais do zoo e/ou da Unesp Botucatu, acompanhando a rotina de atividades gerais da instituição e em particular do serviço médico veterinário; auxiliar em atividades teórico-práticas de programas ambientais educacionais promovidos pelo zoológico e/ou Unesp Botucatu, sempre sob orientação e supervisão do preceptor; estudo dirigido, teórico e/ou prático, sobre assuntos pertinentes e correlacionados a Animais Silvestres e Ecologia em Geral; entre outros.

 

Estágio e voluntariado

Para as vagas de estágio, as universidades interessadas devem estabelecer previamente uma parceria com a Prefeitura de Sorocaba, para então enviarem seus melhores alunos. Com objetivo de completar a matriz curricular obrigatória, as oportunidades são direcionadas aos cursos de medicina veterinária, ciências biológicas e zootecnia, que contemplam as maiores demandas do zoológico.

Também é possível ser voluntário no zoológico, preferencialmente estudantes de graduação em Biologia, Zootecnia e Medicina Veterinária. Direcionados a auxiliar toda a fauna do zoo, os interessados devem entrar em contato para verificar vagas e horários disponíveis para contribuir.

Mais informações sobre os programas de estágio, residência e voluntariado, podem ser obtidas pelo telefone (15) 3227-5454 ou envie um e-mail para estagiozoosorocaba@gmail.com.

 

 

Tags: