Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/zoonoses-remove-mais-de-5-toneladas-de-criadouros-na/
Acessado em: 19/12/2018 - 02h31

Zoonoses remove mais de 5 toneladas de criadouros durante a Semana de Mobilização contra o Aedes aegypti

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br

Em atenção à Semana Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti, ocorrida entre os dias 26 e 30 de novembro, a Secretaria da Saúde (SES), por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Zoonoses, realizou diversas ações visando a conscientização da sociedade, prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Durante o arrastão foram removidos 5.710 Kg de criadouros.

Segundo a secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, a SES necessita que a população ajude o Poder Público para que Sorocaba não viva uma nova epidemia como ocorreu em 2015. “Nossas equipes trabalham arduamente, mas apenas o nosso trabalho não o suficiente, a população precisa entender o seu papel”, alerta a secretária.

A parceria entre o poder público e a população em geral vem conquistando os melhores resultados na prevenção e controle das arboviroses. As primeiras ações foram iniciadas no dia 21 de novembro em uma reunião com o Conselho Municipal de Saúde, quando foi apresentado a atual situação epidemiológica das arboviroses e as ações desenvolvidas no controle de vetores.

Dando segmento às atividades, no dia 22 de novembro, foi realizado em parceria com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), uma palestra com distribuição de material educativo, na qual os servidores da autarquia receberam orientações sobre o tema proposto “Combate à Dengue”, sempre lembrando que a melhor forma de se evitar a dengue, chikungunya, zika e febre amarela é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor dessas doenças.

Técnicos da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Zoonoses foram capacitados pelos órgãos estaduais quanto à prevenção e controle do vetor e manejo das arboviroses durante a semana. No dia 29 de novembro, o setor promoveu uma reunião do Comitê Municipal de Arboviroses, com representantes de vários setores da Prefeitura, quando foram discutidos a situação atual das arboviroses e ações de prevenção para o próximo período de transmissão.

Durante a semana, uma equipe ficou à disposição da população no Terminal Santo Antônio, onde foi promovida uma exposição com minicriadouros, distribuição de material educativo, além da instalação do “Mosquitão” para mobilizar a população na luta contra o vetor.

A Divisão de Vigilância Epidemiológica e Zoonoses mantêm as atividades de prevenção e controle das arboviroses durante o ano todo. Na semana de mobilização, o trabalho foi intensificado através da remoção de criadouros e orientação da população com as atividades de arrastão, visitas de casa em casa e bloqueios de casos positivos e suspeitos de arboviroses nos bairros: Cajuru do Sul, Parque São Bento, Parque Três Meninos, Piazza di Roma, Parque Laranjeiras, Vila Hortência, Central Parque, Wanel Ville, entre outros. Durante o arrastão, as equipes vistoriaram as residências e orientaram os moradores quanto à importância de combater o mosquito e eliminar os possíveis criadouros do Aedes aegypti.

No dia 28 de novembro, também foi realizado uma capacitação sobre arboviroses e controle do vetor para os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) na Unidade Básica de Saúde (UBS) Nova Esperança, ressaltando a importância desse profissional como agente de transformação social junto à comunidade do seu território de atuação.

Finalizando a Semana de Mobilização, a equipe realizou o combate ao vetor no prédio da Área de Vigilância em Saúde, conforme estabelecido no Decreto Estadual nº 62.130, de 29 de julho de 2016, e Decreto Municipal nº 23.962, de 14 de agosto de 2018, referente à criação da “Brigada contra o Aedes aegypti”, que estabelece que as equipes de trabalho formadas nos órgãos da administração direta, indireta e fundacional, devem ser compostas de servidores para atuar no combate ao vetor visando adoção de medidas para eliminação de criadouros do mosquito a fim de combater o Aedes aegypti no ambiente de trabalho.

 

Ação na Estação Ferroviária de Sorocaba

Na última segunda-feira (3) equipes da Zoonoses realizaram ações de intensificação na Estação Ferroviária de Sorocaba. Durante o trabalho, agentes aplicaram veneno em locais com água parada, coletaram larvas do mosquito Aedes aegypti, efetuaram nebulização e também um arrastão para retirar materiais com potencial para acumular água parada.

 

Muito mais por Sorocaba!