Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/botao-do-panico-mais-um-compromisso-de-campanha-saindo-do-papel/
Acessado em: 05/03/2024 - 05h54

Botão do pânico, mais um compromisso de campanha saindo do papel

Por: Marcelo Andrade

Funcionários do Centro de Referência da Mulher (Cerem) participaram na manhã desta terça-feira (06) de uma reunião com a vice-prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, e com os secretários de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), Fernando Dini, e Igualdade e Assistência Social (SIAS), Jeferson Sérgio Calixto, com o objetivo de esclarecer as principais dúvidas em relação ao aplicativo do Botão do Pânico antes de seu lançamento oficial, marcado para a próxima quinta-feira, às 11h30, em solenidade no Salão de Vidro do Paço Municipal de Sorocaba.

Participaram também do encontro, realizado na sede do Cerem, no bairro Vergueiro, o coordenador operacional do 7º Batalhão da Polícia Militar (7.º BPM), capitão André Luiz Menezes, e o chefe do Copom da PM, capitão João Carlos de Souza Machado Júnior; o comandante da Guarda Civil Muncipal (GCM), Antônio Marcos de Carvalho Mariano Machado, além do chefe da Seção de Sistemas, Willian Finamore, e da diretora de área da Secretaria de Planejamento e Projetos, Miriam Zacarelli. “O Botão do Pânico é um instrumento pedagógico, onde a vítima passa a ter mais um mecanismo de proteção e o autor da agressão, por sua vez, saiba que se reincidir estará em vias de sofrer uma prisão”, disse e completou: “O que a gente está solicitando nesta reunião de hoje é o engajamento de todos aqueles que estarão envolvidos para que se atinja o objetivo da funcionalidade desse aplicativo, que é o de impedir que mulheres que tenham a medida protetiva seja vítimas de agressão”, disse a vice-prefeita.
O secretário de Segurança e Defesa Civil, Fernando Dini, ressaltou a importância do treinamento, para o atendimento especializado nos casos de violência contra as mulheres. “O Botão do Pânico faz parte do plano de governo do prefeito José Crespo e da vice-prefeita Jaqueline Coutinho e volto a dizer que tenho a certeza de que a sua implantação será marco tecnológico em segurança pública”, afirmou.

Como funcionará
Após a mulher formalizar a denúncia contra o agressor e um juiz expedir a medida protetiva, a mulher será contatada para ter acesso ao “Botão do Pânico”. Caso o agressor descumpra a decisão e tente se aproximar da vítima, o dispositivo será acionado e imediatamente um chamado de alerta será enviado ao COI (Centro de Operações e Inteligência) da Guarda Civil Municipal (GCM). O programa informa a localização da vítima, fotos e informações sobre os envolvidos e começa a captar o áudio do ambiente.
Para o prefeito José Crespo ver mais uma de suas promessas sendo executadas e saindo do papel é uma grande satisfação ainda mais por se tratar de um aplicativo tão importante como este.