Casos de dengue sobem para 22.675 e Secretaria da Saúde continua em alerta máximo, com foco nos doentes

 

Secretário anuncia que está em estudo a implantação um Centro de Monitoramento para Crianças também na UPH Zona Oeste

 

A Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), por meio da Área de Vigilância em Saúde, divulgou na tarde desta quarta-feira (18) o novo Boletim Epidemiológico da Dengue e da Febre Chikungunya. De acordo com o documento apresentado durante a entrevista coletiva semanal sobre o tema, o secretário Francisco Antônio Fernandes informou que neste ano, até o dia 16 de março, foram registrados 22.675 casos da doença na cidade, sendo 4.195 confirmados por critérios laboratoriais e 18.480 por critérios clínico-epidemiológicos, ou seja, casos prováveis de dengue. Deste total, 22.583 (99,6%) casos são autóctones e 92 (0,4%) são importados.

Mais um óbito por dengue foi confirmado no município. Trata-se de uma mulher de 80 anos. Desta maneira, neste ano, até o dia 16 de março, foram registrados seis óbitos pela doença na cidade, confirmados pelo laboratório de referência do Estado, o Instituto Adolfo Lutz (IAL). Quatro óbitos suspeitos por dengue aguardam resultados de exame.

“Nosso foco continua sendo o tratamento dos pacientes com dengue. O Centro de Monitoramento da Dengue está fazendo um trabalho importantíssimo neste sentido. Além disso, nesta semana começaram a funcionar mais dezesseis leitos na Santa Casa de Sorocaba para atender pacientes com a doença e que precisam de internação”, comentou Fernandes.

O secretário da Saúde também aproveitou para anunciar que está em fase avançada de estudos a implantação de um Centro de Monitoramento da Dengue, no modelo do já existente na cidade, na Unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona Oeste, que atende exclusivamente crianças de até 13 anos. “Estamos correndo atrás da possibilidade deste Centro começar a funcionar em abril. Já estamos providenciando a contratação de médicos pediatras para que isso seja possível”, disse.

Sobre a queixa da população quanto à demora no atendimento, principalmente nas UPHs da cidade, Fernandes pede paciência aos sorocabanos e diz que as unidades estão seguindo o protocolo do Ministério da Saúde e, inclusive, tratando todos os casos suspeitos de dengue como confirmados. “Estamos estruturando todo o sistema público de saúde e vamos manter a qualidade do atendimento”, comentou. “O Sistema Único de Saúde (SUS) deve atender a todos, sem distinção, mas segundo nossos dados, entre 15 e 20% das pessoas atendidas nas três UPHs e no Centro de Monitoramento possuem convênio médico, sendo que aproximadamente 15% são provenientes de outros municípios. Isto congestiona os atendimentos nas unidades da rede municipal”, completou o secretário.

 

Prevenção e cuidados

 

Com relação à infestação do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, no município, a diretora da Área de Vigilância em Saúde da SES, Daniela Valentim dos Santos, informa que a Divisão de Zoonoses continua encontrando grande quantidade de criadouros nas residências, o que favorece a alta infestação do mosquito transmissor.

“Enfatizamos a necessidade de cada cidadão monitorar sua residência e local de trabalho, eliminando recipientes com água parada e tratando os criadouros que não possam ser eliminados com sabão em pó ou detergente. Somente isso evita a proliferação do mosquito”, disse Daniela.

Além da intensificação das medidas de eliminação de criadouros, Daniela lembra que é importante, na presença de sintomas da dengue, que o paciente se hidrate em abundância e procure atendimento na unidade de saúde mais próxima de sua casa, use repelente e só faça uso de medicamentos sob prescrição médica.

 

Febre Chikungunya

 

Segundo o boletim, em relação à Febre Chikungunya, o município tem cinco notificações neste ano, até o dia 16 de março, sendo 01 caso importado confirmado (paciente que adquiriu a doença no município de Riachão do Jacuípe, no Estado da Bahia), 01 caso que aguarda resultado de exames e outros 03 que já foram descartados mediante exame negativo.

 

Números

Unidades Abertas aos Fins de Semana

                                                28/02 e 01/03    06 e 07/03        14 e 15/03                     

 

UBS V Fiori                                      465                  469                    563

UBS Lopes de Oliveira                      348                  420                     751

Centro de Monitoramento                  —                   587                     612

Total                                               813                1476                    1926

* Centro de Monitoramento da Dengue

 

Em 12 dias de funcionamento:

2.810 Atendimentos (até 16/03)

 

 

* Ações previstas – Nebulizações

 

Data         Bairros

18/03        Nova Esperança

19/03        Central Parque, Vila Gabriel, Vitória Régia

20/03        Prestes de Barros

23/03        Mineirão, Vila Angélica/Ana Maria

24/03        Nova Sorocaba/ Vila Angélica, Parada do Alto

 

 

 

*Ações previstas – Arrastões Zoonoses

 

Data         Bairros

17/03        Vila Colorau, Jd Betânia, Mineirão

18/03        Vila Colorau, Jd Betânia, Mineirão

19/03        Vila Colorau, Jd Betânia, Vila Progresso

20/03        Vila Colorau, Jd Itapuã, Vila Progresso

21/03        Vila Colorau, Jd Itapuã, Vila Progresso

22/03        Jd Itapuã, Vila Progresso

23/03        Vila Hortência, Jd Itapuã, Vila Progresso

24/03        Vila Hortência, Jd Itapuã, Vila Progresso

 

*Em caso de necessidade, a programação pode ser alterada

Tags:, , , , , , , ,