Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/cerimonia-marca-o-aniversario-de-32-anos-da-gcm-sorocaba/
Acessado em: 24/05/2024 - 14h21

Cerimônia marca o aniversário de 32 anos da GCM Sorocaba

Por: Marcelo Andrade – maransantos@sorocaba.sp.gov.br

Foto: Alexandre Lombardi - alombardi@sorocaba.sp.gov.br

 

A comemoração dos 32 anos de fundação da Guarda Civil Municipal (GCM) de Sorocaba foi marcada por homenagens e momentos de alegria e emoção. Realizada no início da noite de terça-feira (17), a cerimônia lotou as dependências do Teatro do Sesc. O evento contou com a presença de diversas autoridades civis e militares, entre elas a da prefeita, Jaqueline Coutinho. A apresentação oficial da Canção da GCM, cuja letra foi composta pelo secretário de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), Marcos Mariano, que também é guarda civil e ocupou o cargo de comandante da corporação até poucos meses atrás, também marcou a celebração.

A prefeita relembrou a trajetória da criação e a evolução da GCM e afirmou que a corporação é uma das melhores do estado e do país. “Quando começou a atuar efetivamente, em 31 de março de 1988, eram 56 integrantes que cuidariam da segurança do município, colaborando com a defesa de ordem pessoal e do patrimonial público. Hoje, são 394 guardas, dos quais 56 mulheres”.

Segundo a chefe do Executivo, pouca coisa mudou no seu propósito de criação. O que mudou, ainda segundo ela, foi o comportamento da população em relação à instituição, que é vista como um eficiente aparato de segurança. “Por onde anda, o cidadão frequentemente se depara com as viaturas, motos e bicicletas da guarda civil e seus agentes vestidos em azul-escuro e reconhece aí um parceiro, um amigo.”

Indicadores e ações integradas

Durante seu discurso, a prefeita destacou ainda alguns indicadores que apontam a atuação da corporação ao longo deste ano, além do trabalho social e comunitário. Neste ano, até agora, foram tiradas de circulação quase 110 mil porções de entorpecentes. 143 mulheres foram atendidas por conta do acionamento do aplicativo de salvaguarda da vida feminina, mediante ameaça de seus parceiros ou afins. Foram 336 operações integradas desenvolvidas com as polícias Militar, Civil e Fiscalização da Prefeitura. São atuações por meio de operações como a bloqueio, baile funk, ferro velho e narguilé, entre outras.

Já o secretário da Segurança e Defesa Civil (Sesdec), Marcos Mariano, ressaltou o trabalho feito pela Guarda Municipal de Sorocaba que é hoje uma referência em todo o país, mantendo, inclusive, uma escola de formação de GCMs. “Onde está um GCM há segurança para a população”, disse, destacando que os guardas municipais têm atendido prontamente dentro de suas especificações de trabalho, colaborando com as polícias Civil e Militar do município, incluindo o Corpo de Bombeiros, no âmbito de suas atribuições.  Fatores que também foram destacados pelo comandante geral da GCM, Henrique de Agrella. “Homens e mulheres que deixam diariamente suas casas, envergando a farda da Corporação, sem ao menos saberem se retornarão, são dignos de grande respeito”, disse.

 Apoio do Legislativo

O presidente da Câmara, o vereador Fernando Dini, ressaltou a admiração que o povo sorocabano tem pela GCM, construída ao longo das mais de três décadas de sua história. “Esses 32 anos foram tempo suficiente para entendermos o valor da Guarda Civil para todos nós, zelando pela nossa proteção e contribuindo para iniciarmos um ciclo de prosperidade, pois somente com sensação de segurança é possível a geração de emprego e o crescimento econômico, disse.

A solenidade teve apresentação da Orquestra Filarmônica Jazz Sesi Senai, sob regência do maestro Vitor Canassa, que tocou obras clássicas e fez a estreia do hino da Guarda Civil Municipal.