Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/com-apoio-da-prefeitura-cresce-o-empreendedorismo-jovem/
Acessado em: 28/05/2024 - 18h11

Com apoio da Prefeitura, cresce o empreendedorismo jovem


Nos últimos 12 meses, 1.237 sorocabanos formalizaram suas atividades por meio do Espaço Empreendedor, sendo que 27% deles têm entre 18 e 30 anos de idade

Que Sorocaba é uma cidade empreendedora, isso não é novidade, afinal, nos últimos anos o município conquistou dois prêmios de Prefeito Empreendedor outorgados pelo Sebrae. Agora cresce também, o número de jovens que empreendem e começam a trabalhar por conta própria. A constatação é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), por intermédio do Espaço Empreendedor e do Banco do Povo, unidades mantidas pelo poder público para fomentar o microempreendedorismo. 

Nos últimos doze meses, 1.237 sorocabanos formalizaram suas atividades por meio do Espaço Empreendedor, sendo que 27% deles têm entre 18 e 30 anos. Este é o caso de Evellyn Sthefany Sales, da Vila Olímpia, que acabou de completar 18 anos e esta semana procurou o Espaço Empreendedor para oficializar a abertura da empresa de brindes personalizados.

No Portal do Empreendedor constam 19.923 empreendedores formalizados no município desde 2010, e a média de jovens empreendedores – na faixa etária dos 18 a 30 – é a mesma, sendo que existem casos até de empreendedores com 16 e 17 anos de idade.

De acordo com relatório do “Monitor Global do Empreendedorismo” (GEM), do Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), estes números acompanham uma tendência registrada em nível nacional e, segundo o mesmo estudo, em 2013 o País tinha aproximadamente 40 milhões de pessoas gerenciando o próprio negócio, dos quais quinze milhões na faixa dos 18 aos 34 anos.

No caso de Sorocaba, esses negócios geridos por microempreendedores estão pulverizados, em sua grande maioria, pelos segmentos do comércio, prestação de serviços e profissionais que trabalham por conta própria, como eletricista, pedreiro, encanador, entre outros.

 

Apoio

No Espaço Empreendedor, além das devidas orientações sobre as vantagens e procedimentos para se tornar um microempreendedor individual (MEI) ou Microempresa (ME), muitos dos novos empresários contaram com apoio do Banco do Povo Paulista (BPP) de Sorocaba para impulsionar os negócios, por meio de financiamentos subsidiados e muito abaixo dos praticados pelos bancos convencionais.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Geraldo Almeida, historicamente Sorocaba tem uma vocação empreendedora e foi justamente pensando em orientar e apoiar aqueles que pretendem se estabelecer, ter um negócio próprio, é que a Prefeitura criou o Espaço Empreendedor. “É um espaço onde a população pode obter informações sobre os procedimentos para abrir uma empresa, conhecer as vantagens de sair da informalidade e se legalizar como MEI, de como ter acesso ao microcrédito, entre outros serviços”, afirma.

As linhas de créditos concedidas pelo Banco do Povo, com taxa de juro de apenas 0,35% ao mês, podem ser utilizadas tanto para aquisição de equipamentos, acessórios e matéria-prima, bem como para capital de giro. De acordo com informações do Espaço Empreendedor, em muitos casos o microcrédito é fundamental para que muitas pessoas realizem o sonho de abrir seu próprio negócio. “Em média, 25% dos contratos fechados no Banco do Povo é para pessoas de 18 até 30 anos”, comenta Geraldo Almeida.

A estudante Aline Cristina Batista, 19 anos, moradora do Wanel Ville 5, também faz parte do grupo de jovens empreendedores sorocabanos. “Já fazia um tempo que eu planejava abrir meu próprio negócio, pois não queria trabalhar com carteira assinada. A oportunidade surgiu com uma loja de produtos de nutrição (suplemento) diária e controle de peso”, relata. “Tinha tudo pronto, mas faltava o dinheiro para adquirir a linha de produtos para começar. O Banco do Povo foi o parceiro que eu precisava, pois os juros das instituições tradicionais tornavam inviável o empréstimo”, revelou a jovem que, em abril, fez um empréstimo de R$ 3 mil junto ao Banco do Povo.

Giovana Guilhermino Stefani, 28 anos, moradora da Vila Gabriel, trabalhava na área comercial de uma revista, mas sempre carregou o desejo de ter um negócio próprio. Passou no Espaço Empreendedor, recebeu as orientações para abrir a empresa e também pelo Banco do Povo. Com os R$ 5 mil financiados, pôde estruturar a loja de roupas infantil, inaugurada no dia 23 de abril. “Fui muito bem atendida e o financiamento permitiu abrir a loja que está tendo retorno acima do esperado”, disse.

 

Motivos

Os motivos que levam o jovem a empreender variam. Pode ser influência familiar ou por insucesso na busca por uma vaga no mercado de trabalho. É o caso de Evellyn, que passou por várias empresas. Em novembro do ano passado, com ajuda dos pais comprou uma máquina usada para personalizar brindes. A ideia deu tão certo que, além de legalizar a empresa, está solicitando empréstimo ao Banco do Povo para aquisição de mais uma máquina e assim poder atender a demanda de serviços de personalização de brindes, como camisetas, canecas, quebra-cabeças, entre outros.

O Espaço Empreendedor fica à Av. Afonso Vergueiro, 1927. O telefone é (15) 3202.9152.