Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/seminario-residuo-de-valor-2019-acontece-em-sorocaba/
Acessado em: 23/05/2024 - 12h50

‘Seminário Resíduo de Valor 2019’ acontece em Sorocaba com a presença do ministro Ricardo Salles

Por: Carol Fernandes (Programa de estágio) e Letícia Campos

O teatro municipal Teotônio Vilela sediou na tarde desta segunda-feira (15) o “Seminário Resíduo de Valor 2019”, realizado pelo Instituto Movimento Cidades Inteligentes, que contou com a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, além do prefeito de Sorocaba, José Crespo, e demais autoridades regionais. O objetivo do encontro foi discutir formas sustentáveis de realizar o descarte do lixo, gerando receita e energia aos municípios.

Para o prefeito José Crespo, é uma honra que Sorocaba tenha sido escolhida para o evento. “A preocupação com o descarte dos resíduos sólidos é de todos os gestores, de forma que é necessário pensar a questão do aterro sanitário como uma solução regionalizada”, enfatizou.

O evento contou ainda com a presença do presidente do Instituto Cidades Inteligentes, Luigi Longo; o subsecretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Glaucio Attore; o prefeito de Iperó e presidente do Consórcio Ceriso, Vanderlei Polizeli; o deputado estadual Frederico d’Avila; o deputado federal Enrico Misassi; e o prefeito de Salto e presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas de Sorocaba e Médio Tietê, Geraldo Garcia. Além disso, estiveram presentes o agrônomo Xico Graziano e o advogado Antônio Fernando Pinheiro Pedro.

Durante o evento, o ministro Ricardo Salles falou sobre a Lei nº 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), na qual abrange o avanço no município e toda região metropolitana sobre o enfrentamento dos principais problemas ambientais decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos. “A responsabilidade é de todos. Não podemos mais adiar soluções para colocar em prática estas políticas públicas eficazes que devem amenizar o problema do descarte dos resíduos sólidos”, afirmou o ministro, que defendeu a abertura de convênios com cooperativas como forma de promover o fácil aproveitamento do lixo e tratar os resíduos sólidos como componentes econômicos.

Já o presidente do Instituto Movimento Cidades Inteligentes, Luigi Longo, defendeu a ação efetiva entre os municípios para a implantação da PNRS. “Precisamos focar no problema e atacar com precisão”, afirma.

O evento contou, ainda, com um painel sobre a regionalização como forma de tratar resíduos sólidos, além da palestra de Xico Graziano, que abordou dilemas contemporâneos, como o aquecimento global e crises energéticas. “A busca do conhecimento científico e tecnológico da civilização deve solucionar os problemas”, finalizou Graziano.

Muito mais por Sorocaba!