Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/sorocaba-esta-em-4-polos-de-desenvolvimento-criados-pelo-estado/
Acessado em: 19/05/2024 - 05h22

Sorocaba está em 4 polos de desenvolvimento criados pelo Estado

Por: Marcelo Andrade

Foto: Zaqueu Proença - zbueno@sorocaba.sp.gov.br

Para se ter ideia dessa representatividade, o ABC todo fará parte de dois dos 11 polos de desenvolvimentos econômico que receberão incentivos do Governo do Estado, ou seja, a metade de Sorocaba

 

Com o 10º maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de São Paulo e o 22º do país, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Sorocaba voltou a ganhar destaque já que agora está inserida em quatro dos 11 polos de desenvolvimento com pacotes de benefícios setoriais para a indústria. São eles, o automotivo, metal-metalúrgico, têxtil e de vestuário. Para se ter ideia dessa representatividade, o ABC fará parte de dois dos 11 polos de desenvolvimentos econômico que receberão incentivos do Governo do Estado, ou seja, a metade de Sorocaba.

A cidade passa a integrar um seleto grupo de municípios que passam a integrar 11 polos de desenvolvimento econômico, com pacotes de benefícios setoriais para a indústria, espalhados por todo o Estado. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, João Dória, no final da semana passada.

O objetivo, segundo o Governo do Estado, é fomentar e incentivar o aumento da produtividade da indústria, atraindo investimentos e impulsionando a inovação e a geração de empregos e renda, reunindo na mesma região geográfica políticas para determinado setor produtivo. Ainda segundo informações do Governo do Estado, a otimização das políticas públicas será feita em torno de seis pilares, visando adensar e integrar cadeias produtivas: 1. simplificação tributária e regulatória; 2. financiamento Competitivo, voltado ao adensamento da cadeia produtiva; 3. Tecnologia e Inovação; 4. Qualificação de mão de obra; 5. Infraestrutura e Serviços; 6. Ambiente de Negócios & Desburocratização – fast track de licenças e permissões, On Stop Shop.

As indústrias de Sorocaba exportam para mais de 115 países. Localizada num região privilegiada, próxima a vias de acesso rodoviário e hidroviário que a ligam aos grandes centros de consumo e levam na direção dos demais países do Mercosul (Argentina, Uruguai e Paraguai), Sorocaba oferece atrativo adicional às empresas: uma estrutura de qualificação de mão de obra que cobre com qualidade o nível operacional.

 

Reconhecimento e fortalecimento da cadeira produtiva

 

Para o prefeito José Crespo a presença de Sorocaba nos polos representa um reconhecimento e incentivo às vocações da cidade através de planejamento estratégico, atraindo novas indústrias e empresas dentro do mesmo segmento. Por isso, integrar os polos de desenvolvimento traz competitividade aos municípios e fomenta a cadeia produtiva, fortalecendo a economia regional”, afirmou.

Já o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Renda (Sedetter), Robson Coivo, também destacou a importância de Sorocaba no cenário industrial não apenas no Estado de São Paulo, mas no País. “Descobrir as novas vocações socioeconômicas de Sorocaba e sua região e potencializar as já existentes é uma das prioridades do governo do prefeito José Crespo, tanto que passamos a investir cada vez mais na organização dos Arranjos Produtivos Locais em nossa cidade. Isso traz uma série de benefícios como a criação e atração de novas empresas, geração de empregos, renda e também da arrecadação municipal, fortalecendo toda uma cadeia produtiva”, destacou.

Nesse sentido, a Divisão de Desenvolvimento Empresarial da Sedetter tem auxiliado empresários no sentido de virem a integrar os grupos para formação das APLs.  “Temos intensificado essas ações.  Criamos recentemente um grupo de fomento em que os membros participantes são representantes da Prefeitura de Sorocaba, do Parque Tecnológico, do Inova, Ciesp, Sebrae, Facens, Uniso e Fatec, além de voluntários de Consultoria. Em junho do ano passado, por exemplo, foi realizado o 1º Meeting Empresarial, onde estiveram presente 87 pessoas representando 64 instituições, sendo 54 empresas, 2 órgãos públicos e 8 instituições de ensino, evento esse ao qual foi apresentado o projeto”, explicou Coivo.

Muito mais por Sorocaba!