Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/sorocaba-vai-comemorar-o-dia-da-arvore-com-programacao-especial/
Acessado em: 13/08/2022 - 00h42

Sorocaba vai comemorar o Dia da Árvore com programação especial

Por: Secom

Foto: Zaqueu Proença - zbueno@sorocaba.sp.gov.br

A Prefeitura de Sorocaba elaborou uma programação especial em alusão ao Dia da Árvore, que é comemorado em 21 de setembro. Organizada pela Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), a Semana da Árvore ocorrerá de 21 a 27 de setembro, com diversas atividades, como plantios, visita monitorada, doação de mudas, tour das árvores, apresentação musical, entre outras.

O objetivo da programação é envolver toda a comunidade e sensibilizá-la da importância da preservação das árvores, que são um dos maiores ícones representativos da natureza e um dos bens mais valiosos. “A nossa ideia é promover a reflexão sobre a importância de arborizar as áreas urbanas de nossa cidade e do seu impacto positivo para a nossa qualidade de vida”, afirma a secretária do Meio Ambiente, Parques e Jardins, Karen Castelli.

No Brasil, o Dia da Árvore foi instituído pelo então presidente Castello Branco, através do decreto nº 55.795, sancionado em 24 de fevereiro de 1965. A data também faz parte do calendário oficial de eventos da cidade, alusivos ao meio ambiente, conforme a Lei nº 8.812, de 15 de julho de 2009.

Confira a programação comemorativa:

Para abrir a Semana da Árvore, no dia 21 de setembro, às 9h, será plantada uma copaíba na rua Isaltino Guanabara Rodrigues da Costa, na Vila Barão. Ela vai ocupar o lugar de uma árvore de 190 anos, da mesma espécie, que caiu em dezembro do ano passado, após uma forte chuva em Sorocaba. O exemplar centenário era considerado ponto de referência no bairro e era uma das árvores que tinha imunidade ao corte, segundo lei municipal nº 8.837, de 12 de agosto de 2009.

No mesmo dia, das 9h às 11h e das 13h às 15h, a Sema vai realizar um plantio de espécies arbóreas no Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas”, com a participação da comunidade.

No dia 22 de setembro, das 9h às 16h, a Sema realizará a doação de 800 mudas de árvores na Praça Coronel Fernando Prestes, no Centro. Além de receber um exemplar, os munícipes interessados serão orientados sobre as espécies, bem como os procedimentos para fazer o plantio de forma correta.

Durante a ação, a equipe da Sema ainda vai aproveitar para trabalhar com a campanha educativa de prevenção às queimadas, com o objetivo de sensibilizar a população sobre sua responsabilidade na diminuição do número de focos de incêndio e dos problemas decorrentes das queimadas, como a destruição de áreas verdes, aumento da poluição, problemas respiratórios, entre outros.

Outra atividade da programação será o plantio de 150 árvores próximo à nascente do Parque Natural Ouro Fino, no Jardim Outro Fino, no dia 23 de setembro, às 9h. A ação visa à recuperação desta área de preservação permanente (APP) e contará com a participação dos escoteiros do Sorocaba Oeste.

No dia 24, as atividades gratuitas ocorrerão no Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas”. Às 9h, será inaugurada a escultura “Sobrevida” (2017), feita pelo artista Dimas Pires, que está instalada em lugar de destaque no espaço ecológico. Para confeccionar a obra, o artista utilizou o tronco da árvore de copaíba centenária da Vila Barão, após sua queda.

Também neste dia, a equipe de Educação Ambiental fará um atendimento monitorado no Jardim Botânico. O objetivo é tirar dúvidas e mostrar curiosidades ao público. A ação será das 9h às 12h, onde permanecerão nos principais pontos do espaço ecológico, como o Palacete de Cristal, Orquidário, Jardim Sensorial.

Das 9h às 12h, os visitantes do espaço ecológico poderão participar de atividades físicas ao ar livre com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população. No período da tarde, às 16h, quem estiver no Jardim Botânico poderá conferir a apresentação do Quarteto Som das Cordas, dentro da programação da II Mostra de Música de Câmara de Sorocaba. As obras de Wolfgang Amadeus Mozart, Aleksandr Porfirevich Borodin e Antonín Leopold Dvořák darão o tom deste concerto.

Já no dia 25, das 9h às 12h, sócios do Clube do Idoso “Carlos Alberto Moura Pereira da Silva” vão participar do Tour das Árvores. Durante a atividade especial, em um micro-ônibus, eles vão percorrer um roteiro e conhecer algumas árvores centenárias de Sorocaba e suas características. Entre as árvores que serão visitadas estão um Cedro, no Parque “Carlos Alberto de Souza”, no Campolim, e três Copaíbas, na Praça Márcia Mendes, no Jardim Vera Cruz.

Outra ação da programação ocorrerá no dia 26, das 9h às 12h, quando serão realizadas atividades especiais com os participantes dos clubes ecológicos do Parque da Biquinha e do Parque da Água Vermelha “João Câncio Pereira”.

Para encerrar, no dia 27 de setembro, às 9h, será feito um plantio de 50 mudas de árvores numa área pública localizada na rua Marisa Vieira Campos, 83, no Júlio de Mesquita Filho, bairro localizado na Zona Oeste de Sorocaba, com a participação dos moradores do entorno. A ação socioambiental de gestão participativa ocorrerá em parceria com a Associação dos Moradores do Piazza di Roma.

As árvores são responsáveis por regular a temperatura, servem de abrigo e produzem alimentos para diversos seres vivos, reduzem a circulação do vento, controlam a erosão do solo e, em ambientes urbanos, além de todos esses benefícios, são elementos estéticos de grande valor que contrastam com o árido concreto das áreas urbanas da cidade.

Cada região do Brasil possui uma árvore símbolo. O Estado de São Paulo tem como referência o Jequitibá e o Brasil, o Ipê-Amarelo. Já Sorocaba é representada pela Paineira, conforme lei municipal nº 8.171, de 21 de maio de 2007.

Conhecida popularmente como “barriguda”, a espécie é indicada para plantios em parques e praças, principalmente porque pode atingir entre 15 e 30 metros de altura. Suas flores são bonitas, em tons de rosa, e floresce de dezembro a abril. O fruto é uma paina e suas sementes são disseminadas pelo vento. Outra característica é que o seu tronco possui “espinhos” (chamados de acúleos).

Uma curiosidade é que essa espécie arbórea originou o nome do tradicional bairro de Sorocaba: Árvore Grande. O surgimento do bairro deu-se em meados do século XIX, ao redor da gigante Paineira que existiu na avenida São Paulo até 2008 e testemunhou histórias de diversas gerações de sorocabanos. Pela sua importância, em 2010, mais precisamente no dia 21 de setembro, um clone da espécie foi plantado no mesmo local.

A Paineira pode ser avistada em diversos pontos da cidade, como na avenida Dom Aguirre, no Parque dos Espanhóis e no Pelourinho da avenida Itavuvu, marco da fundação de Sorocaba. Outro local onde um exemplar imponente pode ser avistado é na Praça Oxford. O exemplar de 72 anos de idade inclusive faz parte de uma lista de árvores consideradas como imune de corte, conforme a lei municipal nº 8.837, de 12 de agosto de 2009.