Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/zoonoses-realizara-nebulizacao-e-arrastao-contra-a-dengue-neste-sabado/
Acessado em: 28/05/2024 - 16h29

Zoonoses realizará nebulização e arrastão contra a dengue neste sábado


 

Agentes da Divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES) trabalharão neste sábado (14), em pleno feriado prolongado de Carnaval, para desenvolver duas ações de combate à dengue. No bairro Nova Sorocaba, na Zona Norte, será feita uma nebulização. Na Vila Angélica será realizado um arrastão, que tem como objetivo eliminar o maior número possível de objetos e materiais que acumulam água e que podem se transformar em criadouros do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da doença.

O trabalho de nebulização será realizado a partir das 8h30 nas ruas do Nova Sorocaba. A ação consistirá na aplicação de inseticida visando eliminar o mosquito. A área de abrangência da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro é a região da cidade que concentra o maior número de casos registrados de dengue neste ano.

Na Vila Angélica será realizado um arrastão com o objetivo de remover o maior número possível de criadouros do Aedes aegypti. Os agentes vão percorrer as ruas do bairro para orientar os moradores e recolher materiais como pneus, pratos de planta, baldes e objetos em geral que acumulem água de chuva e que não estão sendo utilizados. A Zoonoses lembra que não serão recolhidos móveis ou entulho. A ação começará às 9h e deve ser finalizada por volta das 15h.

“A população deve colaborar retirando os recipientes que podem acumular água e servindo de criadouros para o mosquito transmissor da dengue, colocando-os na calçada para a coleta. Os moradores da região devem abrir suas portas para receber e atender os agentes da Zoonoses”, comenta Leandro.

Os agentes da Zoonoses também orientarão a população sobre o recolhimento dos materiais, além dos métodos de prevenção e combate à doença. A área que será trabalhada neste sábado compreende as seguintes vias: ruas Dolores Bueno, Pedroso de Barros, Capitão Bartolomeu Bueno, Professor Souza Guerra, Capitão Davi Joaquim Augusto e Avenida Santos Dumont.

A Zoonoses lembra que, se chover, as ações não serão realizadas.

        

Prevenção não deve parar

 

Quem for viajar durante o feriado prolongado de Carnaval deve antes verificar toda a residência e eliminar os objetos que possam acumular água da chuva e se transformar em criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, principalmente nas áreas externas. “Antes de viajar, é preciso confirmar se não há nenhuma calha entupida, objetos espalhados no quintal, vasos de plantas que acumulem água. Além disso, é fundamental tampar vasos sanitários e cobrir as piscinas”, orienta a diretora da Área de Vigilância em Saúde da SES, Daniela Valentim dos Santos. “As mesmas recomendações servem para quem for ficar em casa”, completa.

Para aqueles que pretendem visitar regiões onde há casos registrados da doença há mais recomendações: “Usar repelente durante a permanência nesses locais e, após o retorno, ficar atento ao aparecimento de sintomas por quinze dias. Apresentando febre, dor no corpo, dor atrás dos olhos ou manchas vermelhas na pele, a indicação é procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível e relatar ao médico que esteve viajando”, diz a diretora da Área da Vigilância em Saúde.